• Black Instagram Icon

Personal Stylist

Triângulo

Os ombros e a cintura são mais estreitos que os quadris.

Ampulheta

A medida dos ombros é a mesma que a dos quadris e a cintura é mais estreita.

Retângulo

 

Os quadris, a cintura e os ombros têm praticamente as mesmas medidas.

Triângulo Invertido

Os ombros têm medida maior que a da cintura e dos quadris.

Oval

A largura da cintura é maior que a dos ombros e a dos quadris.

Grávidas

Três etapas correspondentes aos trimestres da gestação.

Ampulheta

O corpo tipo ampulheta é o tipo físico exclusivo das mulheres. Curvas bem definidas e uma cinturinha bem marcada devem ser valorizadas de forma harmônica. O ideal é optar por peças que marquem a cintura (uma chemise ou um cintinho caem bem), decotes em V ou frente única (alongam a silhueta) e barras mais soltinhas (estilo envelope). Evite os vestidos com corte reto, pois podem esconder a silhueta. Aposte nos fluidos.


Sinal amarelo: Um cuidado a ser tomado é com vestidos e saias bandage, alças muito finas, golas altas (se tiver muito busto) e muito volume na zona das coxas.

Sinal vermelho: Se quiser manter o formato ampulheta, você deve evitar tudo o que disfarce o contorno do corpo. Não opte por peças retas que escondem a cintura, aumentam os quadris e peças muito volumosas ou pesadas.

Oval

O corpo oval pode abusar de combinações monocromáticas (tons mais escuros diminuem o campo de visão) e os comprimento pouco abaixo do joelho e mangas abaixo do cotovelo (mangas ¾) ajudam na proporção do corpo. Para o corpo oval é aconselhável dar destaque ao colo (use botões abertos) e chame atenção para os pulsos, colo, ombros e tornozelos. Invista em modelos que marquem a cintura, com tecidos mais fluidos para equilibrar a silhueta.

  

Sinal Amarelo: Decote horizontal não valoriza tanto a parte de cima. Aposte em um decote mais profundo em V ou U. A silhueta fica mais alongada.

 

Sinal Vermelho: Fuja do decote careca e golas altas. Vestidos colados podem ser um problema.

Triângulo Invertido

O corpo tipo triângulo invertido tem passe livre em colocar muito volume nos quadris para equilibrar o volume dos ombros largos.  A ideia é atrair os olhares para a parte inferior do corpo e diminuir visualmente o torso, usando peças mais suaves e soltas com atenção para o centro do corpo, na altura do pescoço e do colo. Um corpete para evidenciar a cintura também é bem-vindo.

 

Sinal Amarelo: Vestido muito justo (evidencia os quadris estreitos).

 

Sinal Vermelho: Ombreiras deixam os ombros mais largos ainda.

Retângulo

O corpo tipo retângulo tem ombros, quadris e cintura alinhados. Aqui pode-se abusar de vestidos estampados, cores vibrantes, vestidos volumosos (disfarça a falta de curvas), decote em V ou U e, também um modelo bem justinho!

 

Sinal Amarelo: Cuidado com croppeds, a cintura “larga” fica em evidência, deixando a silhueta sem curvas.

 

Sinal Vermelho: Roupas muito largas e golas altas não são indicados caso queria ganhar uma silhueta mais marcada e não ficar totalmente sem cintura.

Triângulo

O famoso corpo pêra! Para criar uma harmonia, deve colocar a sua atenção no busto, aumentar visualmente os ombros (cores claras ajudam) ou diminuir os quadris, com um caimento suave e solto abaixo da cintura (com cores escuras), que deve estar sempre em evidência. Prefira decotes em forma de coração, canoa e em V.

  

Sinal amarelo: Cuidado com as túnicas (escolha as que não ajustam sobre os quadris). Cintos chamativos e com muitas aplicações podem dar um efeito desarmônico ao dar mais volume numa área que não precisa.

  

Sinal vermelho: Evite chamar muita atenção aos quadris com vestidos muito volumosos nessa parte.

Grávidas

Toda mulher grávida deve saber que é possível dividir a gravidez em três etapas. Elas correspondem aos três trimestres da gestação.

A primeira é que menos causa preocupação. Até o terceiro mês a mulher parece apenas mais gordinha e as roupas que estão no closet ainda podem ser aproveitadas.

A partir do segundo trimestre, a barriga aparece para valer. É a hora de investir em peças que vão durar até o final da gestação, prezando sempre pelo conforto.

 

Apesar de não ser recomendado usar salto e roupas apertadas, o estilo de se vestir e viver não precisam ser abandonados.

Gravidinhas, apostem:

• Marcar a parte abaixo do busto;

• Looks monocromáticos são mais harmoniosos;

• Um truque para resolver a fase de transição, é usar calças com elástico nas calças, com um botão na frente. Com ele você pode adaptar o fecho à sua necessidade do momento;

• Invista em lingerie para dar sustentação aos seios e impedir muita flacidez;

• Com tantos cuidados especiais, a grávida pode abusar dos acessórios que lhe dará a graça da feminilidade.

• Jaquetas um pouco mais longas ajudam a alongar a silhueta;

•Vestidos de corte Império são aliados, porque deixam espaço para o crescimento da barriga;

• As peças com tecidos que se moldam mais ao corpo, têm longo uso durante a gestação. Calças de náilon e lycra, do tipo strech, ou que ficam presas à cintura com elástico, são favoráveis à adaptação;

© 2019 SP streetstyle - Todos os direitos reservados.